• Cursos Online na Área de Recursos Humanos
  • Cursos Online na Área de Pedagogia
  • Mais de dez alunas do segundo e terceiro ano de uma escola pública de Olinda (PE) foram barradas pelo diretor na quarta-feira (26) por estarem vestidas de saia. As alunas são evangélicas da igreja Assembleia de Deus e vestiam saias na altura do joelho.

    A reportagem da Rede Globo de Pernambuco foi até a Escola Estadual Padre Francisco Carneiro, localizada no bairro de São Benedito, acompanhar o caso e tentar encontrar uma resposta junto a direção do colégio. O diretor não autorizou os funcionários a se pronunciarem, orientando a produção da emissora a falar com a Secretaria de Educação.

    Para o jornalista uma das alunas afirmou que o diretor reclamou do uso de saias e ela afirmou que a vestimenta é uma das regras de sua religião. “Eu disse para o diretor: ‘nós não podemos usar saia, somos evangélicas?’. Ele disse que não ia interferir na religião de ninguém, que podíamos usar saia, mas que queria ver o tamanho da saia da gente. Nossas saias estão bem decentes, estão em um tamanho ótimo”, disse Taylene Batista.

    Outra aluna que ficou pra fora da escola foi Thalita Cunha que chorou muito com medo de perder as provas que teria naquele dia. “A gente foi barrada, logo hoje que tenho cinco provas, trabalhos, estudos. Isso aqui é uma escola do governo. Ele devia chamar a gente para dentro, não colocar a gente para fora. Vocês viram que ele fechou o portão na nossa cara”.

    A mãe de uma das alunas, Maria José Ferreira, se surpreendeu com a decisão do diretor, pois sua filha estuda no colégio há muito tempo e nunca foi impedida de entrar por causa da saia.

    Direção marca reunião com alunas

    No final da tarde as alunas foram chamadas para uma reunião com a direção da escola e um Comitê de Fardamento foi criado para solucionar o problema do uso do uniforme escolar.

    Para as alunas o diretor explicou que foi um mal entendido do porteiro, que foi orientado a não deixar que meninas entrassem na escola com saias acima do joelho.

    A equipe da TV Globo conseguiu entrar em contato com Secretaria Estadual de Educação que garantiu enviar ainda esta semana uma Comissão de Direito do Aluno para apurar o caso. O órgão também afirmou que as provas que foram perdidas pelas alunas serão remarcadas e que o diretor será notificado com uma medida administrativa.

    Assista:

    Fonte: Gospel Prime

  • A ligação entre o partido de Celso Russomanno, o PRB, com a Igreja Universal do Reino de Deus tem gerado grandes problemas para o candidato à Prefeitura de São Paulo. Ao saber que os padres das igrejas da zona Sul da cidade estão fazendo campanha contra sua candidatura, Russomanno começou a se preparar para entrar na Justiça contra esses padres.

    A coluna de Mônica Bergamo na Folha de São Paulo conseguiu falar com o secretário de comunicação da arquidiocese da capital, Rafael Alberto, para saber o que a Igreja tem a falar sobre esse assunto e a resposta foi que não é possível “controlar todos os padres”.

    Alberto também afirma que o arcebispo dom Odilo Scherer não orientou nenhum deles a agirem dessa forma. “A orientação de dom Odilo não é essa. Pelo contrário. Os nossos padres não podem fazer campanha eleitoral de jeito nenhum.”

    Mesmo sendo católico, o candidato ganhou o desafeto de seus irmãos de fé depois da divulgação de um texto assinado pelo coordenador de sua campanha, Marcos Pereira, bispo da Universal, que ligava o Vaticano com o kit anti-homofobia. O arcebispo da cidade, não gostou do teor do texto e se manifestou repudiando o presidente do partido e Russomanno acabou se tornando “o candidato da Igreja Universal”.

    Fonte: Gospel Prime

  • Diante das notícias de violência contra os consulados americanos no Oriente Médio, a Aliança Evangélica Mundial (World Evangelical Alliance – WEA) divulgou uma nota condenado esses protestos.

    O filme anti-islâmico “A Inocência dos muçulmanos” causou grande revolta no Egito, na Líbia, Afeganistão e também o Iêmen onde a embaixada dos Estados Unidos chegou a ser invadida.

    “A WEA está convencida de que não pode haver qualquer justificação para tal violência”, disse o comunicado. “Neste caso, custou a vida do pessoal diplomático – e a WEA vê a comunidade diplomática como crucial para a tarefa de construir o entendimento mútuo nas relações internacionais”.

    Mas a organização também condenou o filme criado por Sam Bacile um norte-americano com origem israelense que usou o longa para defender sua ideia de que o “Islã é um câncer”. A WEA condenou o filme afirmando que ele é “primitivo”, “difamatório” e “insultante”.

    Quem assina o comunicado enviado pela organização foi o secretário-geral, Geoff Tunnicliffe, que disse: “Estamos completamente contra essa prática de insulto e calúnia de outras religiões ou de seus fundadores. Tais declarações inflamatórias invariavelmente levantam suspeitas e confusão”.

    No final do texto ele convoca cristãos e muçulmanos a construir mecanismos de co-existência pacífica, evitando assim problemas diplomáticos causados pelas diferenças religiosas.

    Fonte: Gospel Prime

  • Yousef Nadarkhani, o pastor iraniano que conquistou os corações de milhões de pessoas ao manter-se firme em sua fé, enquanto enfrentava a prisão, foi absolvido da acusação de apostasia.

    Duas organizações que vinham acompanhando de perto o caso e tem fontes no Irã informaram neste sábado que Nadarkhani, que foi a julgamento no início do sábado, foi liberto da prisão e está em casa com sua família.

    “Obrigado a todos que me apoiaram com as suas orações” disse Nadarkhani, de acordo com o Present Truth Ministries.

    Embora absolvido da acusação de apostasia, o pastor iraniano foi considerado culpado de evangelizar muçulmanos. Ele foi condenado a três anos de prisão, mas foi liberado porque já cumpriu esta pena.

    “Damos graças a Deus por sua libertação e a resposta às nossas orações”, disse Jason DeMars, fundador do Present Truth Ministries em um comunicado. A Christian Solidarity Worldwide também confirmou a libertação do pastor.

    “Nós elogiamos o judiciário iraniano por este ato, que é um triunfo para a justiça e o Estado de Direito”, disse o presidente-executivo da CSW, Mervyn Thomas.

    “Enquanto nós nos alegramos com esta notícia maravilhosa, nós não esquecemos de centenas de outros que são molestados ou injustamente detidos por conta de sua fé, a CSW está empenhada em continuar a campanha até que todas as minorias religiosas do Irã sejam capazes de desfrutar da liberdade religiosa garantida sob o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, do qual o Irã é signatário.”

    Nadarkhani, pastor em uma rede de igrejas domésticas, foi preso em 13 de outubro de 2009, depois de protestar contra a decisão do governo de forçar todas as crianças, incluindo seus próprios filhos cristãos, ao lerem o Alcorão.

    Ele foi inicialmente acusado por protestar, mas as acusações foram posteriormente alteradas para a apostasia e evangelismo aos muçulmanos. Em 2010, ele foi condenado a morte e a decisão foi confirmada pelo Tribunal Supremo do Irã no ano passado.

    De acordo com a Sharia, um apóstata tem três dias para se retratar. O pastor cristão se recusou a negar sua fé.

    Cristãos de todo o mundo têm orado pela liberação de Nadarkhani. A campanha no Twitter defendendo sua liberdade atingiu mais de 3 milhões de tuites.

    Fonte: Gospel Prime

  • O comandante-chefe adjunto da Guarda Revolucionária do Irã advertiu, na semana passada, que qualquer agressão contra o Irã poderá fazer com que a “guerra final” chegue até o território de seus inimigos.

    “Nossa nação está pronta para esfregar o focinho dos nossos inimigos no pó e enviar milhares de caixões de volta para as suas cidades”, disse o general Hossein Salami.

    “Qualquer agressão contra o Irã irá expandir a guerra até as fronteiras dos inimigos”, alertou. ”Eles conhecem o nosso poder, e não vamos permitir qualquer agressão contra nossa terra.”

    O general citou duas razões para o que chamou de supremacia do regime islâmico: “Uma delas é que o líder supremo, o vice-presidente do Imã Oculto [o messias muçulmano], reinará com poder, conhecimento, penetrando os corações; a outra são os mártires que derramaram o seu sangue para a grandeza do país”.

    Ao elogiar os mártires, lembrou: “Allah diz no Alcorão que os mártires estão vivos e não os considera mortos, pois eles trocaram sua vida aqui para alcançar a vida eterna.”

    A Agência de Notícias Fars também informou que o general Hassan Firoozabadi, chefe do Estado-Maior do Exército do Irã, acredita que todos os países que apoiarem Israel devem esperar grandes ataques da Al-Qaeda e outros grupos terroristas em breve.

    Conforme relatado no início deste ano, suas células terroristas foram colocadas em alerta máximo para responder, caso o Irã seja atacado. Centenas dessas células foram plantadas na América Latina nos últimos anos. Em colaboração com o Hezbollah, elas aguardam ordens para atacar alvos inimigos.

    “A Força Quds estabeleceu um centro de comando e controle na Bolívia e Venezuela”, revelou recentemente um ex-funcionário iraniano com conhecimento da rede terrorista. ”Embora tenha presença antiga na Europa e outras partes do mundo, seu foco está na América Latina. Existem atualmente milhares de células na Bolívia, Brasil, Equador, Guatemala, Nicarágua e Venezuela.”

    Um relatório recente da CIA indica que o Irã estabeleceu uma base de treinamento na região norte da Nicarágua, onde soldados, incluindo membros do Hezbollah, estão sendo preparados para um ataque iminente.

    Hassan Abassi, ex-comandante da Guarda Iraniana e um estrategista, afirmou que muitas das células são de origem latino-americana, inclusive do México, e que várias centenas de alvos já foram identificados para um possível ataque.

    Outro comandante importante do regime islâmico, o general Masoud Jazayeri, advertiu recentemente que “em face de qualquer ataque, o Irã oferecerá uma resposta esmagadora. Nesse caso, não só agirão nas fronteiras do Oriente Médio e do Golfo Pérsico, mas todo o continente da América será alvo de nossos ataques “.

    Segundo uma fonte que trabalhou dentro da divisão de inteligência e que fugiu para a Europa recentemente, milhares de membros da Guarda Revolucionária e das forças paramilitares irão realizar exercícios nas próximas semanas para celebrar a “semana santa de defesa”, um evento anual que lembra a guerra Irã-Iraque. De acordo com essa fonte, o exercício quer alertar a população iraniana que o regime atual espera a breve deterioração das condições econômicas dentro do país e um ataque dos inimigos antes do final do ano.

    Reza Kahlili , pseudônimo de um ex-agente da CIA infiltrado na Guarda Revolucionária do Irã e autor do livro premiado ”Tempo de Trair” (2010), ajudou a traduzir o vídeo abaixo que circula nos países árabes como um alerta e uma convocação para o surgimento em breve do Mahdi, uma espécie de messias islâmico que, segundo a tradição muçulmana, se levantará no final dos tempos para liderar os seguidores de Allah numa guerra contra todos os infiéis, tendo Jesus Cristo a seu lado.

    Fonte: Gospel Prime

  • O pastor Lucinho Barreto gravou um vídeo para falar sobre a polêmica que uma foto sua cheirando a Bíblia gerou nas redes sociais. Ele que sempre pregou aos jovens para que sejam loucos por Jesus posou como se o Livro Sagrado fosse uma droga.

    No vídeo ele relata sua experiência de vida e como se entregou para Jesus e desde então já fez diversas loucuras pela Palavra de Deus, incluindo comer a Sagradas Escrituras.

    “Aquela foto, aquele cheiro, foi a menor loucura que já eu já fiz pela minha Bíblia”, disse. A Bíblia que ele comeu foi feita com papel vegetal comestível por uma amiga do pastor que hoje é líder dos jovens da Igreja Batista da Lagoinha.

    Outra grande loucura que ele conta que fez pela Bíblia foi ler todos os livros durante três dias ininterruptos com um grupo de jovens. O pastor Lucinho lista então diversos programas que fez pela Palavra de Deus, ficando um mês inteiro carregando o Livro para todos os lugares.

    “Aquela foto é a minha menor loucura pela Bíblia e muita gente está surpreso, dizendo ‘ai, você fez uma coisa errada com o Livro Sagrado’”, diz. O pastor então listou quatro coisas que de fato desrespeitam a Palavra de Deus, incluindo não praticá-la e não divulgá-la.

    “Por fim eu quero te dizer porque eu cheirei a minha Bíblia: eu cheirei a minha Bíblia porque a gente cheira tudo o que ama”.

    Veja o vídeo:

    Fonte: Gospel Prime

  • Página 7 de 10« Primeira...56789...Última »